O primeiro-ministro islamita conservador turco, Recep Tayyip Erdogan, anunciou nesta segunda-feira que o seu governo irá revogar a legislação que proíbe que as funcionárias públicas turcas usem o véu islâmico no local de trabalho.

«Levantamos a proibição nas instituições públicas», declarou Erdogan ao anunciar, em Ancara, uma série de reformas.

A proibição, um dos pilares da Turquia secular, manter-se-á em vigor na polícia e nas forças armadas, assim como entre procuradoras e magistradas, sublinhou o chefe do Governo turco.