Um forte sismo de magnitude 5,6 na escala de Richter sacudiu hoje a região da Nicarágua, especialmente Manágua, que está em alerta máximo. Apesar de não haver registo de vítimas, sete casas foram destruídas.

O sismo ocorreu às 23:07 de domingo (06:07 de segunda-feira em Lisboa) com epicentro localizado próximo do vulcão Apoyeque, a um quilómetro da lagoa com o mesmo nome, explicou a sismóloga Jacqueline Sanchez.

O forte sismo, que surpreendeu nas ruas milhares de pessoas que estão em alerta máximo, foi registado a 5,4 quilómetros de profundidade.

O Governo da Nicarágua decretou o alerta máximo em Manágua e recomendou ao seus habitantes que durmam nas ruas perante a possibilidade de um forte sismo.

O alerta surgiu depois de uma falha que já provocou vários sismos de pouca profundidade se ter reativado, provocando o pânico entre a população.

O secretário executivo do Sistema Nacional de Prevenção e Mitigação de Desastres (Sinapred), Guillermo González, explicou em conferência de imprensa que a velha falha, que atravessa o estádio nacional de basebol e a lagoa de Tiscapa é a mesma que se ativou e destruiu Manágua a 23 de dezembro de 1972.