Notícia atualizada às 11:13

Um agente da polícia morreu, outros três e dezenas de civis ficaram feridos esta quinta-feira em Banguecoque, Tailândia, quando elementos das forças de segurança recorreram a gás lacrimogéneo, balas de borras e canhões de água para dispersar os manifestantes antigovernamentais.

Os manifestantes estão novamente concentrados junto ao estádio de Banguecoque na tentativa de boicotar o processo eleitoral quando a Comissão das eleições procede ao sorteio dos números a atribuir aos partidos e movimentos que vão participar nas eleições legislativas de 2 de fevereiro.

De acordo com as forças de segurança, os polícias foram atingidos com tiros disparados pelos manifestantes.

Um jornalista da Efe presente no local testemunhou que pelo menos uma pessoa entre os manifestantes estava na posse de uma arma de fogo, mas não conseguiu confirmar se se tratava de um agente da polícia ou de um popular integrado no protesto.

Vários meios de comunicação social tailandeses revelaram a chegada aos hospitais de cerca de 20 feridos nos confrontos.

A Comissão Eleitoral do país já apelou ao adiamento das eleições devido à violência.