O comité anti-terrorista russo anunciou esta quinta-feira a identificação dos dois bombistas suicidas que provocaram a morte a 34 pessoas em Volgograd.

Os homens pertenciam a um grupo extremista que opera no norte do Cáucaso, noticia a Reuters.

As conclusões sobre os ataques surgem um mês depois da tragédia, na necessidade de dar resposta à comunidade internacional e a pouco tempo do início dos jogos olímpicos de inverno no país.

Logo a seguir aos ataques, Vladimir Putin prometeu a perseguição aos responsáveis pelos ataques e mandou reforçar a segurança.

A cidade russa de Volgograd terminou 2013 em luto. Dois ataques suicidas em 24 horas mataram 34 pessoas. O primeiro ataque teve lugar numa estação de comboios e o segundo fez explodir um elétrico.