A revista «Closer» que revelou o alegado romance do president francês com Julie Gayet, foi condenada a pagar uma indemnização a atriz por danos morais.

Um tribunal de Paris sentenciou a revista a pagar 15 mil euros por violação da privacidade por ter publicado as fotos da atriz e de François Hollande a chegarem a um apartamento da capital francesa. Uma condenação, apesar de tudo, abaixo do valor pedido pela atriz, que reclamava uma indemnização de 50 mil euros. A revista também foi condenada a divulgar a sentença na capa, noticia a SKY.

O escândalo estalou no início do ano e levou ao fim da relação do presidente com a primeira-dama, após a sua estada num hospital, embora se recusem a falar sobre a sua vida privada.

O advogado de Julie Gayet denunciou «o assalto pelos fotógrafos» de que a cliente foi vítima. A «Closer», em defesa, alegou que só divulgou as fotos por consederar que eram «do interesse público»,