Um repórter da Sky News, um dos canais de informação britânicos, em reportagem em direto do local do avião da Malaysia Airlines, na Ucrânia, surge a revolver a bagagem das vítimas.

O canal acabou por fazer um pedido de desculpas públicas no domingo pelo excesso do jornalista Colin Brazier, que, durante, a reportagem em direto, chega a dizer: «Presumo que não devíamos estar a fazer isto». Muitos, incluindo uma colega da concorrente BBC, através do Twitter, não perderam tempo a condenar a ação. A direção da Sky reagiu publicamente pedindo desculpa se «ofendeu algum familiar».



O avião da Malaysia Airlines que caiu na semana passada dos céus da Ucrânia, provocou 298 vítimas. Os destroços do avião, bem como os corpos e os seus haveres, espalharam-se por um raio de quinze quilómetros.

Os passageiros do voo comercial que tinha partido de Amesterdão para Kuala Limpur, eram na sua maioria cidadãos holandeses, mas também de outras nacionalidades. Do alegado ataque dos separatistas pró-russos, como os governos dos Estados Unidos e da Malásia já afirmaram, sobe a tensão internacional e o medo geral.

Os observadores da OSCE queixam-se de restrições no acesso ao local da queda. Os corpos já recolhidos estão em vagões frigoríficos num comboio, mas ainda não foram libertados. Uma das maiores companhias aéreas, a Emirates Airlines pediu esta segunda-feira de manhã uma reunião das companhias aéreas internacionais, para discutir a segurança do espaço aéreo. Nem os jogadores do Shaktar Donetsk, querem voltar.

O avião caiu na Ucrânia, na região de Donetsk, perto da fronteira com a Rússia, uma zona que vive há meses uma disputa entre pró-russos e pró-ocidentais, que começou com a proposta governamental de aproximação à Europa. A pressão do Kremlin tornou-se maior sobre a Ucrânia, principalmente, no que toca ao fornecimento de gás, e o país ficou dividido entre uma viragem a ocidente ou um regresso ao passado. A Crimeia preferiu passar para a tutela de Moscovo. Outras regiões ucranianas, como Dontesk, vivem num limbo que no futuro ainda se há de decidir.