Um abraço e dois rostos emocionados marcam o reencontro entre Sam Axelrad e Hung, dois inimigos na guerra do Vietname, em que um salvou a vida do outro e ficaram para sempre ligados apesar da distância. As incoerências da vida que ainda bem que acontecem. Um abraço que serviu para Axelrad devolver os ossos do braço a Hung.

Nguyen Quang Hung foi baleado pelos soldados americanos em outubro de 1966 durante uma emboscada. Encontrado depois num barco à deriva pelo inimigo, temeu a morte, mas foram eles que acabaram por levá-lo para o quartel. Mais concretamente, Sam Axelrad, o médico texano que decidiu amputar-lhe o braço e salvar-lhe a vida.

Hung recuperou a saúde e ficou junto ao inimigo até ao fim da guerra e os americanos saírem do Vietname. Como Sam Axelrad.

Insólito, os colegas de Sam limparam os ossos do braço de Hung e ofereceram-nos a Sam Axelrad, como recordação positiva da guerra, sinal de uma vida salva.

Passados quase 50 anos, Sam Axelrad resolveu ajustar contas com o passado e com os traumas de guerra. Abriu literalmente a sua caixa de Pandora, a mala onde estavam guardados os ossos de Hung e, para fechar esse capítulo da sua vida, nada melhor do entregar o seu a seu dono. A devolução dos ossos do braço envolta num abraço emocionado que a SkyNews assistu .