Subrata Roy, considerado um dos mais proeminentes homens de negócios da Índia, foi alvo de tinta, nesta terça-feira, à chegada ao Supremo Tribunal de Nova Deli.

Roy, que se entregou às autoridades indianas na última sexta-feira, depois de emitido um mandado de captura, e que tem estado detido, é o presidente da empresa Sahara, que tem um vasto império imobiliário, nomeadamente hotéis em Nova Iorque e Londres, e interesses na comunicação social, noticia a agência Reuters.

A empresa não cotada, que diz valer oito mil milhões de euros, é a maior empregadora privada indiana, sendo que assegura o patrocínio da seleção nacional de críquete, o desporto mais popular naquele país.

O mandado de detenção foi emitido depois de Subrata Roy não comparecer em tribunal por causa de um processo movido pelo regulador de valores mobiliários do país, após um negócio de milhões que terá sido realizado de forma ilegal, segundo as autoridades.

Subrata Roy, de 65 anos, também conhecido por algumas excentricidades, é regularmente fotografado com jogadores de críquete e estrelas de Bollywood.