Na Suécia, o centro-esquerda vai regressar ao poder. Uma projeção da televisão pública do país aponta para a vitória do bloco chefiado pelos sociais-democratas, com 43,7 por cento dos votos nas eleições deste domingo.

Stefan Lofven deverá assim tornar-se o novo primeiro-ministro de Estocolmo, depois de oito anos de governo do centro-direita.

A falta de uma maioria absoluta, poderá obrigar os sociais-democratas a estender alianças para além do Partido Verde e do Partido de Esquerda.

A projeção do canal SVT indica que a coligação no poder, chefiada pelo conservador Fredrik Reinfeldt, deverá ficar-se pelos 39,1 por cento e o ainda primeiro-ministro já reconheceu a derrota.

Nota ainda para os 13 por cento do partido xenófobo democrata da suécia, que se torna no terceiro maior partido do país.