A aventura terminou para um dos membros do gangue das «Panteras Cor-de-Rosa», detido em Espanha esta quarta-feira, seis após o assalto a uma joalharia no Dubai.

Borko Ilincic, sérvio, de 33 anos, foi detido num subúrbio de Madrid, num carro alugado e quando saía de um hotel.

O homem, procurado pela Interpol, vai responder agora, no mínimo, pelo assalto a uma joalharia no Dubai em 2007. A polícia espanhola anunciou n comunicado que o sérvio era procurado por um roubo de três milhões de euros, mas a Interpol fala em 11 milhões de euros, acrescenta a CNN.

O assalto do Dubai, do qual a polícia espanhola divulgou imagens, terá sido apenas um de muitos a ourivesarias e joalharias espalhadas pelo mundo. Mais de 340 roubos em 35 países e que terão subtraído mais de 300 milhões de euros aos donos das joias desde 1999. Tal como Borko Ilincic é apenas mais um membro de uma associação criminosa.

O grupo ganhou a alcunha de «Pantera Cor-de-Rosa» depois de um assalto em Inglaterra, em que um diamante foi escondido dentro de um boião de creme, tal como aconteceu na aventura escrita por Blake Edwards.