A polícia do Rio de Janeiro e o Exército brasileiro começaram esta madrugada a ocupar e «pacificar» o enorme conjunto de favelas do Complexo da Maré, norte da cidade, informa o jornal Folha de São Paulo.

Nesta operação, que ocorre a 74 dias do início do Mundial de Futebol, participam 1.180 homens de Batalhões especializados da Polícia militar e 132 polícias, apoiados por 14 blindados da Marinha, além de aviões não tripulados das Forças Armadas e da polícia Federal, adianta o jornal brasileiro.

Bastião do tráfico de droga, considerado como um dos locais mais perigosos da cidade do Rio de Janeiro, o Complexo da Maré, com 130 mil habitantes, está situado numa zona estratégica por onde passarão multidões de apoiantes durante o Mundial, a poucos quilómetros do aeroporto internacional.