Atualizada às 16:47

Quarenta e sete pessoas morreram e 11 pessoas ficaram feridas após a aterragem de emergência de um avião da Transasia, em Taiwan, na China, de acordo com as agências Reuters e Associated Press.

A Associated Press cita uma fonte do departamento de bombeiros da ilha de Penghu, que revela que o avião que efetuava um voo doméstico, entre Kaohsiung e Makung, e era propriedade de uma companhia local. Levava 58 pessoas a bordo, incluindo quatro tripulantes.

O aparelho partiu de Kaohsiung, às 17:43 locais (10:43 em Lisboa). Perdeu contacto com a torre de controlo às 19:06 locais (12:06 em Lisboa).

O aparelho terá falhado uma aterragem de emergência junto à cidade de Magong, provavelmente devido a complicações provocadas pelo tufão Matmo, já que esta quarta-feira de manhã Taiwan foi assolada por uma forte tempestade.

O Matmo já tinha mesmo obrigado a cancelar diversos voos no país. O alerta tinha, contudo, sido levantado às 17:30 locais, precisamente à hora que o avião levantou voo.

O piloto terá feito uma primeira tentativa de aterragem, que falhou. Pediu depois permissão para uma segunda tentativa e, a partir daí, a torre de controlo perdeu contacto com o aparelho.

Segundo a imprensa chinesa, o avião despenhou-se numa zona residencial e pelo menos dois edifícios ficaram danificados. Ninguém morreu ou ficou ferido no interior destas casas.

Os media locais relatam que o avião foi encontrado em chamas junto à aldeia Xixi.

Cerca de 100 bombeiros, 152 militares e 255 polícias foram chamados ao local.