O Papa Francisco afirmou, esta segunda-feira, que toda a gente tem o direito a ser batizado, até mesmo os extraterrestres, se estes forem bater à porta da igreja, divulgou a rádio Vaticano.

Os cristãos não podem «fechar a porta» a todos os que procuram o batismo, mesmo se eles forem «homens verdes, com um nariz longo e orelhas grandes, como as crianças desenham», disse o Papa na missa diária, avançou a Agência France Presse (AFP), citando aquela rádio.

O Papa frisou que o batismo não pode ser recusado, especialmente a crianças cujos pais possam quebrar algumas regras da Igreja, como viverem juntos sem estarem casados.

«Se amanhã, por exemplo, chegar uma expedição de marcianos e alguns deles nos procurarem (...) e se um deles disser: 'Eu quero ser batizado!', o que acontece?», questionou.

O pontífice argentino, conhecido pelo seu estilo terra-a-terra, tem usado frequentemente expressões humorísticas para marcar as suas posições na Igreja Católica Romana.