O Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, afirmou sexta-feira em Miami ter começado a ver «mudanças» em Cuba, num encontro histórico com dissidentes cubanos no exílio.

Segundo informação da própria Casa Branca, Barcak Obama assistiu a um encontro com um grupo de opositores cubanos na residência de Jorge Mas Santos, presidente da Fundação Nacional Cubanoamericana, entre os quais se encontravam os dissidentes Guillermo Fariñas e a líder das Damas de Branco, Berta Soler.

«Começamos a ver mudanças na ilha», disse Obama no primeiro encontro que manteve com dissidentes cubanos nos seus cinco anos como Presidente dos Estados Unidos.