Pelo menos 589 pessoas morreram no sismo que devastou a região sudoeste da China na província de Yunnan, revelou hoje o Governo chinês.

De acordo com o último balanço das equipas de socorro presentes no local, a meio da manhã de hoje (hora local) estava confirmada a morte de 589 pessoas devido ao sismo de magnitude 6,1 registado no domingo.

As autoridades não explicaram o repentino aumento do número de vítimas mortais depois do último balanço na terça-feira apontar para 410 mortos.

O socorro na região tem sido perturbado por inúmeras pessoas que ocupam as estradas locais para doar alguns bens e apoiar as equipas de resgate e por outros desastres naturais como deslizamento de terras.

O Governo chinês revelou também 2.401 feridos, 230.000 deslocados e mais de 80.000 casas danificadas ou destruidas­.