O Presidente da Nigéria descartou a possibilidade de libertar militantes do Boko Haram em troca pela libertação das mais de 200 raparigas sequestradas há um mês, disse, esta quarta-feira, o ministro para África britânico, Mark Simmonds.

O ministro britânico, que se encontra na Nigéria para conversações sobre a missão internacional de resgate das jovens, disse aos jornalistas ter levantado a questão a Goodluck Jonathan durante uma reunião na capital, Abuja.

«Eu discuti este assunto com o Presidente e ele deixou muito claro que não haverá negociação com o Boko Haram envolvendo a troca das estudantes raptadas por prisioneiros», afirmou.