As autoridades sul-coreanas elevaram hoje para 187 o número de mortos no naufrágio do ferry «Sewol», ocorrido na semana passada, ao largo da Coreia do Sul.

As operações devem prosseguir à tarde, embora o seu ritmo tenha abrandado devido às correntes em torno da ilha de Jindo e a um tempo menos favorável, condições que levaram mesmo, esta manhã, à suspensão das buscas pelos 115 desaparecidos.

O «Sewol», que se afundou a 16 de abril, transportava 476 passageiros a bordo, na sua maioria estudantes do ensino secundário.

O número de pessoas resgatadas com vida continua a corresponder a 174, o mesmo do primeiro dia do naufrágio do ferry.

Não há esperança de encontrar sobreviventes e as famílias das vítimas estão reunidas na ilha de Jindo, nas proximidades do local do naufrágio, exprimindo a sua raiva e frustração com a lentidão das operações para a recuperação dos corpos.