O homem que se imolou pelo fogo, na sexta-feira, perto do Capitólio, em Washington, nos EUA, não resistiu às queimaduras e morreu, anunciou a polícia norte-americana.

A identidade do homem não foi revelada. A polícia indicou que o indivíduo apresentava «queimaduras muito graves em todo o corpo». Morreu na sexta-feira às 21.00 (02.00 de sábado em Lisboa), afirmou à Agência France Presse o porta-voz da polícia, Araz Alali.

As queimaduras eram tão graves que as autoridades tiveram de usar o ADN e os registos dentários para o identificar, explicou a polícia.

O homem imolou-se pelo fogo perto do Capitólio, sendo socorrido de imediato por algumas pessoas, que usaram as T-shirts para apagar as chamas. Quando os bombeiros chegaram ao local, o homem respirava e estava consciente.

Araz Alali não deu informações sobre as circunstâncias do incidente, nem as razões que terão estado na origem da decisão do homem se imolar pelo fogo. «A investigação continua», acrescentou à AFP.