É um daqueles jornalistas que vai ser recordado por ter coberto os grandes eventos do séc. XX. David Frost morreu este domingo, aos 74 anos, de ataque cardiaco

O inglês, cavaleiro da rainha desde 1993, ficou famoso pelas suas entrevistas, nomeadamente as que fez a Richard Nixon em 1997 e que levaram o presidente a assumir pela primeira vez o envolvimento no escândalo Watergate.

«Sir David Frost morreu de ataque cardíaco na última noite a bordo do Queen Elizabeth, onde iria discursar», confirmou a família em comunicado. O cruzeiro partiu de Southampton em direção a Lisboa.

Nascido em 7 de abril de 1939 em Tenderden, no sudeste da Inglaterra, Frost entrevistou figuras como Margaret Thatcher e Tony Blair, o líder palestiniao Yasser Arafat, o sul-africano Nelson Mandela e o americano Bill Clinton. Outro dos seus momentos altos foi quando conseguiu irritar a «Dama de Ferro» (Thatcher) ao perguntar pelo afundamento do navio argentino Belgrano na Guerra das Malvinas, em 1982.

David Frost entrevistou todos os presidentes americanos de Nixon até George W. Bush e apresentou na sua longa carreira vários programas de televisão, entre eles «Breakfast with Frost», «That Was The Week That Was» e «Frost on Sunday».