Uma equipa médica do Hospital Público Municipal de Macaé, no interior do Estado do Rio de Janeiro, no Brasil, realizou no dia 6 de fevereiro uma cirurgia que foi definida pelos médicos como um «milagre». Weverton Silva, de 10 anos, brincava num muro em frente da própria casa, no bairro Malvinas, quando caiu sobre uma barra de ferro.

De acordo com a Globo TV, apesar de a barra de ferro ter passado perto de órgãos vitais como o coração, o pulmão, as artérias carótida e aorta, o menino conseguiu sobreviver. A barra de ferro, de 60 centímetros, entrou próximo da axila esquerda e saiu pelo lado direito, muito perto do ouvido. Os primeiros socorros foram prestados pelos bombeiros, que tiveram de serrar a barra. Parte dela permaneceu presa no corpo da criança, sendo necessária uma intervenção cirúrgica.

A criança teve alta na sexta-feira, dia 15, e os médicos responsáveis deram uma conferência de imprensa para explicar o caso, que consideram um «milagre».

«A barra de ferro passou por trajetos arteriais nobres. Para mim, Deus tirou os órgãos da frente e o ferro passou. Acredito que nunca mais vou ver um caso como este», afirmou, impressionado, o médico Rodrigo Chicralla.

A equipa composta por dez médicos demorou cinco horas a concluir a cirurgia, bastante delicada. O ferro, de aproximadamente 60 centímetros, foi retirado por inteiro.

«[Foi] Incrível, pelo trajeto do objeto, [ficar] sem nenhuma lesão mais grave no tórax ou noutra estrutura importante, como a coluna. Felizmente, deu tudo certo», explicou o médico Gabriel de Christo.

A mãe de Weverton Silva, Jaqueline da Silva Nascimento, aproveitou o momento para agradecer. «Só [por] Deus mesmo, e os bombeiros também agiram bem rápido. Gostaria de agradecer ainda a toda a equipa médica», referiu a mãe, bastante emocionada.