Bob Carey é um marido capaz de vestir um tutu cor-de-rosa nas mais diversas situações para ajudar a mulher a sorrir durante as sessões de quimioterapia.

O projecto cresceu e hoje as fotografias ajudam mais mulheres através da venda de fotografias de Bob no seu tutu cor-de-rosa e que permitem angariar fundos para ajudar mulheres vítimas de cancro. Mas, no fundo, «esta é uma boa história de amor» como Linda Carey descreveu.

A ideia partiu de Bob, que pensou numa maneira de atenuar a dor nas sessões de quimioterapia a que Linda esteve sujeita desde que lhe foi diagnosticado o cancro da mama. É então que Bob resolve mascarar-se com um saiote de bailarina cor-de-rosa e fotografar-se nas posições mais ridículas e adversas. Porque rir também é o melhor remédio.

Há fotografias de Bob com o seu tutu nas mais situações e por todos os Estados Unidos. Até quando esteve em Itália, Bob deixou-se fotografar de tutu cor-de-rosa.

Linda levava as fotografias de Bob para as sessões de radioterapia e os sorrisos inevitáveis ajudaram-na a ultrapassar a dor. Dela e das outras mulheres presentes. O riso de Linda contagiou as outras mulheres que também se começaram a sentir mais animadas depois de ver as fotos de Bob.

Bob e o seu tutu cor-de-rosa extravasaram as paredes do hospital e quando o projeto começou a ser partilhado na Internet tornou-se viral. E ganhou asas. Hoje existe a Fundação Carey que ajuda mulheres com cancro. Ao comprar fotografias de Bob está a ajudá-las.

Conheça aqui a história de Linda e Bob Carey.