O secretário de Estado dos Estados Unidos, John Kerry, chegou esta terça-feira a Kiev com um pacote de ajuda económica e técnica ao novo Governo ucraniano, na sequência da crise com a Rússia.

Na bagagem, o representante da Casa Branca leva um empréstimo de mil milhões de euros, que terá ainda de ser aprovado pelo Congresso, para aliviar o impacto dos cortes anunciados nos descontos energéticos.

Esta visita oficial segue-se à suspensão da cooperação militar e económica com a Rússia, hoje anunciada.

Os Estados Unidos e os aliados europeus estão a pressionar Moscovo para retirar as tropas da Crimeia.

A administração norte-americana pretende também trabalhar com os parceiros internacionais para garantir que a Ucrânia tenha financiamento suficiente para recuperar a estabilidade e regressar ao crescimento económico.

Nesse sentido, e de acordo com a Casa Branca, os EUA vão enviar conselheiros técnicos para ajudar as autoridades ucranianas a gerir de imediato as pressões resultantes dos mercados financeiros.