O presidente ucraniano deposto, Victor Ianukovich reapareceu em público. É a primeira vez que o faz desde que foi depois. Numa conferência de imprensa feita a partir de Rússia, garantiu que vai «lutar pelo seu país».

Ianukovich assegurou que «não foi derrubado», mas que se viu obrigado abandonar a Ucrânia, após ameaças à sua integridade física e à sua vida.

«Ninguém me derrubou. Fui obrigado a deixar a Ucrânia devido a uma ameaça direta para a minha vida e a dos que me são próximos», afirmou o presidente ucraniano.

A conferência de imprensa, que durou mais de uma hora, aconteceu quando as autoridades ucranianas enfrentam crescentes tensões e uma possível ameaça de separação da Crimeia.