O primeiro-ministro da Malásia revelou esta quinta-feira, numa entrevista à CNN, que o governo vai libertar o relatório preliminar do desaparecimento do avião da Malásia. Numa entrevista exclusiva, Najib Razak disse ainda que o governo não está ainda preparado para declarar a morte dos passageiros.

O primeiro-ministro adiantou que o documento ficará disponível ao público na próxima semana. «Eu tenho dirigido uma investigação interna de uma equipa de especialistas que olharam para o relatório e existe uma probabilidade de que o relatório seja revelado na próxima semana», disse, dando, mais à frente na entrevista, a certeza da divulgação.

Na entrevista o primeiro-ministro admitiu que, mais de seis semanas depois do avião ter desaparecido, o governo da Malásia não está ainda preparado para declarar o avião e as 239 pessoas a bordo como «perdidos».

«Em algum momento vou estar, mas neste momento penso que e preciso ter em conta as famílias, e alguns já disseram publicamente que não estão preparados para a aceitar [a morte dos passageiros] até que sejam encontradas provas mais concretas», disse, admitindo, no entanto, que é difícil imaginar que assim não seja.