Depois de ter perdido a família residente em Gaza, Henk Zanoli, cidadão holandês que tinha salvo um rapaz judeu do Holocausto, devolveu a medalha de reconhecimento e agradecimento oferecida por Israel.

O holandês de 91 anos tornou-se um herói quando ele e a família ajudaram um jovem judeu a fugir dos horrores provocados pelo regime de Hitler. Israel reconheceu-lhe a coragem e homenageou-o com uma medalha.

Só que, agora, a família de Henk Zanoli vivia na Faixa de Gaza e foi morta pelos raides israelitas. Zanoli devolveu a medalha a Israel.

«É com grande pesar que devolvo a medalha que recebi como agradecimento pelo Estado de Israel pelo risco que a minha mãe e a minha família correram para salvar a vida de um jovem judeu durante a ocupação alemã», disse o nonagenário.

A AFP refere que uma bomba lançada pelo exército israelita atingiu, na noite do passado dia 20 de julho, a casa onde a família de Zanoli vivia. Não houve sobreviventes.

Desde o início do conflito, já morreram mais de dois mil palestinianos. O holandês refere ainda que as ações de Israel sobre Gaza devem dar origem a acusações da prática de crimes de guerra e contra a humanidade».