A missa de canonização João XXIII e João Paulo II vai ser celebrada pelo Papa Francisco e pelo Papa emérito Bento XVI, anunciou este sábado o porta-voz da Santa Sé.

Joseph Ratzinger, que vive em reclusão desde que, numa atitude inédita, renunciou ao cargo em fevereiro de 2013, vai assim juntar-se às celebrações de canonização dos dois papas, fazendo da ocasião a primeira vez que dois papas vivos celebram uma missa juntos.

João XXIII e João Paulo II serão proclamados santos pelo Papa Francisco no domingo, numa cerimónia que decorrerá no átrio da Basílica de São Pedro e que será concelebrada por cerca de mil cardeais e bispos e mais de 700 sacerdotes.

Para a cerimónia são esperadas 61 delegações oficiais e pelo menos 800 mil peregrinos, segundo números das autoridades de Roma.

Bento XVI foi convidado para a celebração, mas a sua presença ainda não foi confirmada.