O estado norte-americano do Texas executou quarta-feira Suzanne Basso, condenada por homicídio em 1998, a 14.ª mulher a quem os Estados Unidos aplicam a pena de morte desde que em 1976 retomaram prática.

Suzanne Basso, 59 anos, foi declarada morta às 18:26 locais (00:26 de hoje em Lisboa), depois de lhe ter sido administrada a injeção letal em Huntsville, no Texas.

As mulheres nos Estados Unidos representam apenas 2,1% do total de pessoas que esperam no corredor da morte do país e 1% do total de execuções, referem dados estatísticos do Centro de Informação da Pena de Morte.