Sismos, furacões, cheias e tsunamis são alguns dos motivos naturais para incluir estas dez cidades no ranking das mais catastróficas do mundo.

A lista, elaborada pelo jornal britânico The Guardian, tem por base o relatório de uma seguradora suíça.

Em primeiro lugar surgem Tóquio e Yokohama (Japão); seguidas de Manila (Filipinas); Delta do Rio das Pérolas, que inclui cidades como Hong Kong e Macau (China); Osaka e Kobe (Japão); Jacarta (Indonésia); Nagoya (Japão); Calcutá (Índia); Xangai (China); Los Angeles (EUA); e Teerão (Irão).