Dois jornalistas holandeses foram agredidos de forma violenta, na quarta-feira, por funcionários da embaixada de Angola em Haia, na Holanda, durante uma reportagem. Os repórteres de uma estação de televisão procuravam saber por que razão os diplomatas estrangeiros estacionam mal os automóveis naquela cidade.

Ao tentar procurar respostas para o estacionamento abusivo na rua da embaixada de Angola, os dois jornalistas do canal de televisão «Pow News» foram agredidos de forma bárbara por funcionários da representação diplomática.

Perante a insistência dos repórteres, que queriam saber se era normal na embaixada de Angola agredirem fisicamente as pessoas, os funcionários ainda quebraram o foco de luz e tentaram destruir a câmara.

A reportagem está a gerar indignação entre os holandeses. O ministro dos Negócios Estrangeiros afirmou à reportagem do canal holandês que vai aguardar a conclusão de um processo aberto para investigar os acontecimentos. Vários parlamentares lamentaram o sucedido. Um deputado exigiu mesmo o repatriamento dos funcionários responsáveis pelas agressões.