A Coreia do Sul vai instalar nos seus helicópteros de combate mísseis guiados israelitas Spike com um alcance de até 25 quilómetros, para reforçar a sua capacidade militar contra a Coreia do Norte, informaram esta segunda-feira as autoridades sul-coreanas.

A Administração do Programa de Aquisições de Defesa sul-coreano (DAPA, na sigla inglesa) indicou que os helicópteros Wildcat das forças armadas estarão plenamente equipados com estes mísseis guiados de precisão israelitas a partir de 2015.

Os mísseis têm capacidade para destruir artilharia costeira da Coreia do Norte, assim como os seus barcos militares de alta velocidade no caso de serem realizadas aterragens surpresa em território sul-coreano, confirmou à Efe um porta-voz do Ministério de Defesa da Coreia do Sul.

A Presidente da Coreia do Sul, Park Geun-hye, advertiu que o regime da Coreia do Norte é agora «mais imprevisível do que nunca» e destacou que Seul está preparado para «todos os cenários possíveis».

Park, que deu esta segunda-feira a sua primeira conferência de imprensa após quase um ano desde que assumiu a presidência em fevereiro de 2013, destacou que a recente execução do tio do líder e antigo número dois de Pyongyang, Jang Song-thaek, colocou em evidência a «instabilidade» do regime de Kim Jong-un.

A Presidente sul-coreana reafirmou que Seul deve «garantir a paz», aumentando a segurança perante possíveis ações hostis do Norte em cooperação com os países aliados como os Estados Unidos, como cita a Lusa.