O conflito sírio já provocou mais de dois milhões de refugiados sírios, anunciou esta terça-feira, em comunicado, o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) ao realçar que há um ano esse número era de 230.671 pessoas.

«Mulheres, crianças e homens atravessam a fronteira com pouco mais do que as roupas às costas», salientou o ACNUR ao lamentar o aumento do número de refugiados nos países vizinhos da Síria que, até setembro de 2012, era de apenas 230.671 pessoas.

Nos últimos 12 meses, aponta o Comissariado, 1,8 milhões de novos refugiados sírios deslocaram-se para outros países.

Cerca de metade dos refugiados sírios são menores de idade e a maioria (97 %) procurava segurança em países vizinhos como a Jordânia, Líbano, Iraque e Turquia, registando-se a fuga para outras nações de uma média de 5.000 sírios todos os dias, de acordo com as estatísticas do ACNUR.

Os mesmos dados revelam existir também 4,25 milhões de pessoas deslocadas no interior da Síria.

O ACNUR alertou que a escassez de fundos é um problema que enfrenta perante esta «hemorragia de população» da Síria ao apontar que as agências humanitárias que trabalham no país receberam menos de metade das contribuições necessárias e que as nações que acolhem os refugiados necessitam tanto de ajuda como os próprios refugiados.

«A Síria transformou-se na grande tragédia deste século, uma calamidade humanitária indigna, com um sofrimento e deslocamento de populações sem precedentes na história recente», declarou por escrito o Alto-comissário para os Refugiados, António Guterres.

Para Guterres, o único consolo para esta situação catastrófica é «a humanidade e fraternidade que os países vizinhos da Síria demonstram ao receberem tantos refugiados e salvando-lhes a vida».

Perante a pressão que a chegada de refugiados está a exercer sobre os países vizinhos da Síria, o ACNUR anunciou que altos responsáveis do Iraque, Líbia e Turquia vão participar numa reunião ministerial que terá lugar na quarta-feira em Genebra com o objetivo de «acelerar» o apoio internacional dirigido aos mesmos.