Os comboios da linha convencional já circulam por uma das linhas afetadas pelo acidente da passada quarta-feira nas proximidades da estação de Santiago de Compostela, em Espanha, disse à Efe fonte oficial.

Os comboios da linha convencional circulam pela zona onde ocorreu o sinistro - que causou 80 mortos - desde as 05:00, disse um porta-voz do Administrador de Infraestruturas Ferroviárias (Adif), em declarações à agência noticiosa espanhola.

De acordo com a mesma fonte, estava prevista a reabertura da linha de alta velocidade ao tráfego pouco depois.

As autoridades espanholas concluíram a identificação de 67 das 80 vítimas mortais do acidente ferroviário de Santiago de Compostela e nenhuma delas era de nacionalidade portuguesa, indicou à Lusa fonte do Tribunal Superior de Justiça da Galiza.

«Entre as 67 vítimas mortais que identificamos não há nenhum cidadão português», garantiu a mesma fonte.

Os restantes 13 cadáveres, acrescentou, só serão identificados nos próximos «dois a três dias», através de exames de ADN.