Um casal australiano contratou uma barriga de aluguer tailandesa e surpreendido com a gravidez de gémeos, subiu a recompensa monetária até que descobriu que um dos bebés sofria de síndroma de Down.

Nessa altura, pediu à mulher tailandesa que abortasse. Ela recusou e deu à luz os dois bebés. Os pais biológicos só ficaram com a menina saudável e não pagaram o montante prometido. A mulher tailandesa ficou com o menino com síndroma de Down, que também sofre de um problema cardíaco.

Perante as dificuldades financeiras da mulher, foi criada uma campanha, para angariar fundos, para a operação urgente da criança, agora com seis meses.