O número de católicos maiores de 16 anos, no Brasil, país que recebe o papa Francisco a partir de segunda-feira, baixou de 64 por cento em 2007 para 57 por cento, em 2013, destaca uma sondagem do Instituto Datafolha.

Divulgada pela Folha de São Paulo, na edição de hoje, a sondagem apresenta o registo mais baixo de católicos maiores de 16 anos, no Brasil, entre os estudos realizados pelo Instituto Datafolha.

A sondagem, apresentada na véspera das Jornadas Mundiais da Juventude Católica, no Rio de Janeiro, revela ainda que «a presença católica continua em declive» e que os fiéis católicos estão «mais distantes» das missas.

Os assuntos polémicos da Igreja, como o matrimónio entre pessoas do mesmo sexo, o aborto, os métodos contracetivos e a adoção de crianças por parte de casais homossexuais foram questões assinaladas na pesquisa.

O Instituto Datafolha apurou também que os evangélicos pentecostais representam 19 por cento da população brasileira e que os evangélicos protestantes são nove por cento.

A sondagem foi realizada entre os dias 06 e 07 do passado mês de junho, tendo sido inquiridas 3.758 pessoas, em 180 muncípios de todas as zonas do Brasil.