Dezenas de tiros e pelo menos duas explosões aumentaram, este sábado, a tensão durante as manifestações contra o governo na capital da Tailândia, um dia antes das eleições no país. Seis pessoas foram feridas em frente a um centro comercial no norte de Banguecoque. De acordo com a Reuters, homens armados podiam ser vistos no meio da multidão, a esconder as armas, enquanto se afastavam do tiroteio.

Ainda de acordo com a Reuters, não é claro se os manifestantes ou os feridos eram partidários do governo ou adversários. Alguns opositores ao regime têm como objetivo impedir a votação, numa ida às urnas que quase certamente deve conduzir a primeira-ministra Yingluck Shinawatra de volta ao poder.

O ataque deste sábado aconteceu no distrito de Laksi, em Banguecoque, perto do aeroporto de Don Muang, um reduto do partido Puea Thai, de Yingluck. Os militantes estavam reunidos para exigir que não ocorram obstruções durante as eleições de domingo.

Dez pessoas morreram e pelo menos 577 ficaram feridas em episódios de violência política desde o final de novembro.