Os pilotos do avião da Al Algerie que se despenhou no Malina semana passada provocando a morte a 118 pessoas, pediram para mudar a rota ou voltar para trás, dando consistência à tese de que se tratou se um acidente e que as condições meteorológicas estiveram na origem do desastre. A conclusão foi avançada pelo ministro francês Laurent Fabius esta segunda-feira, no dia em que as caixas negras do aparelho chegaram a Paris.

Estas são as primeiras conclusões à queda do avião propriedade da espanhola Swiftair. A análise às provas, que será levada a cabo pelo BEA, organismo francês de investigação dos acidentes aéreos pode ainda demorar meses, como escreve o «El País».