Um ataque aéreo israelita causou a morte a sete membros do Hamas na Faixa de Gaza. Seis perderam a vida num único raide perto de Rafah, os outros três em ataques separados.

A tensão militar na região aumentou com o assassinato do adolescente palestiniano Mohammed Abu Khdair, uma possível vingança pela morte de três jovens israelitas na Cisjordânia. O Hamas rejeitou qualquer envolvimento nestas mortes.

«Não vamos permitir que extremistas, não importa de que lado estejam, inflamem a região e causem um derramamento de sangue», disse no domingo Benjamin Netanyahu.

Neste domingo foram detidos seis judeus suspeitos pela morte do jovem palestiniano.