As autoridades norte-americanas estão a investigar uma rede de prostituição que opera em várias escolas preparatórias e secundárias do estado do Texas.

O FBi e a polícia local não querem adiantar pormenores para salvaguardar a identidade das menores, mas o caso de uma rapariga de 16 anos aliciada por um voluntário da escola.

Os conselhos diretivos escolares também se recusaram a divulgar informação sobre o inquérito que corre desde 2012, mas confirmaram ao «El Paso Times» que foram contactadas pelo FBI.

Esta investigação encaixa na luta contra o tráfico de menores que atinge tanto raparigas como rapazes. O jornal refere que só no ano de 2013 foram feitas 2200 chamadas a denunciar casos suspeitos de tráfico humano no Texas.