Um grupo de rebeldes sírios afiliados da al-Qaeda, o Islamic State of Iraq and the Levant (ISIS), decapitou, por engano, um dos seus companheiros, noticia a BBC.

O ISIS divulgou na Internet um vídeo que mostava dois dos seus membros a decapitarem um homem que diziam ser um voluntário iraquiano ao serviço do governo de Bashar al-Assad.

Os dois membros do ISIS mataram o homem alegando que ele era imoral e acusando de combater ao lado das forças leais ao regime.

No entanto, outros membros do grupo radical, ao verem o vídeo, reconheceram tratar-se de um dos seus comandantes.

O porta-voz do grupo islâmico já veio admitir o erro e pedir desculpa pelo engano. O ISIS divulgou ainda um comunicado que faz referência ao Profeta Maomé. Nele é explicado que Alá perdoa aqueles que matam por engano.