O ministro romeno dos Transportes, Ioan Rus, demitiu-se, na passada quinta-feira, depois de dizer que os filhos dos cidadãos que trabalham no estrangeiro se iriam transformar em malandros e de chamar às esposas de prostitutas.

Na passada quarta-feira à noite, numa entrevista para a estação de televisão Digi24, este foi o discurso que levou o ministro a demitir-se:

“A Roménia tem três milhões de pessoas neste momento nos países ocidentais. Desses três milhões, um trabalha nas construções na Europa. Ganham, talvez, 1500 Euros. E eu digo diretamente: com esse dinheiro, os seus filhos tornam-se malandros e as suas mulheres em putas”


O primeiro-ministro, Victor Ponta, desculpou-se através de redes sociais acerca do comportamento do ministro dos transportes. Acrescentou também que o pedido de demissão foi aceite e que a partir da próxima semana começaram a discutir quem será o próximo titular da pasta.
 

Regret situatia generata de declaratiile dlui Ioan Rus! Acesta si-a asumat raspunderea si mi-a prezentat demisia din...

Posted by Victor Ponta on Quinta-feira, 11 de Junho de 2015

Horas antes de Ioan apresentar a demissão, pediu desculpas pela maneira como se expressou acerca dos emigrantes, referindo que a “intenção era mostrar uma situação grave que muitas famílias romanas enfrentam”.

Nos últimos meses já mais dois ministros se demitiram, o do Desenvolvimento Regional e o das Finanças, por escândalos de corrupção. Escânda-los esses que Victor Ponta também não está livre, visto que estão a decorrer investigações por branqueamento de capitais, invasão fiscal, conflito de interesses e falsificação de documentos.