O líder do Podemos, Pablo Iglesias, e Xavier Domènech, da coligação En Comú Podem, deram um caloroso abraço que acabou com um beijo na boca, em pleno parlamento espanhol, esta quarta-feira. E as reações ao momento multiplicam-se nas redes sociais.

Depois de Domènech ter discursado no parlamento, Iglesias fez questão de sair do seu lugar e dirigir-se ao meio da sala para felicitar o deputado com um beijo na boca.

Não se sabe se os dois deputados já se tinham beijado anteriormente, o que é certo é que o fizeram esta quarta-feira e perante as câmaras.

Alguns utilizadores das redes sociais compararam o beijo de Iglesias com Domènech a outros beijos políticos famosos, como este abraço entre o líder soviético Mikhail Gorbachev e líder da Alemanha Oriental Erich Honecker.

Primeiro-ministro da União Soviética, Khrushchev, (à direita) a beijar o líder do Partido Comunista da União Soviética, Kliment Voroshilov, (à esquerda) em 1959 depois de Khrushchev regressar dos Estados Unidos.

 

Há muitas paródias nas redes sociais, principalmente no Twitter.

 

 

Esta quarta-feira foi o segundo dia do debate de investidura de Pedro Sánchez, que continua sem reunir os apoios suficientes para formar governo.

As legislativas espanholas não deram uma maioria clara a nenhum partido. O PP foi o partido mais votado, elegendo 123 deputados, enquanto que o PSOE elegeu 90 deputados.  

O Podemos, um partido de esquerda e anti-austeridade, teve um quinto dos votos e 69 lugares no congresso, o que lhe atribuiu um papel crucial nas negociações para a formação de governo.

O socialistas conseguiram o apoio do partido de centro-direito Ciudadanos, mas o Podemos está contra esta aliança.