Pelo menos duas pessoas morreram, 11 desapareceram e quase 500 mil foram retiradas devido a inundações e deslizamentos de terras causados por chuvas torrenciais no sudoeste do Japão, foi noticiado esta quinta-feira.

As chuvas, que afetaram a ilha de Kyushu, superaram os 120 quilómetros por hora e a água acumulada nas últimas 24 horas em Fukuoka e Oita, as mais zonas mais atingidas, ultrapassou os 540 milímetros (1,5 vezes mais do que a média de todo o mês de julho), indicou a Agência Meteorológica do Japão, citada pela estação pública NHK.

Uma pessoa morreu na localidade de Asakura (Fukuoka), noticiou a agência japonesa Kyodo, e outra, um homem de 43 anos, em Oita, segundo a NHK.

Foram mobilizados 7.500 operacionais para os trabalhos de resgate, corpo que pode ser aumentado em mais 5.000 homens, se necessário.