Pelo menos 35 pessoas morreram no Sri Lanka na sequência das inundações, com o recuo das águas nas últimas horas a permitir que os mais de 100 mil deslocados comecem a regressar a casa, informou o Centro de Gestão de Desastres.

Além dos 35 mortos, há três desaparecidos, 21 feridos e mais de 31.000 famílias deslocadas, segundo Anthony Milroy, da direção do organismo, explicou ao telefone à agência Efe.

As copiosas chuvas dos últimos dias naquela zona do Índico afetaram especialmente o Sri Lanka, a Malásia e a Tailândia, mas no antigo Ceilão deixou mais de um milhão de pessoas afetadas de alguma maneira.