Presidência angolana lamenta notícia «leviana e irresponsável»







Atualizado às 12:50