Os peritos internacionais que estão na Síria começaram hoje a destruir parte do arsenal químico do regime de Bashar al-Assad, disse um responsável da missão conjunta da Organização para a Proibição de Armas Químicas das Nações Unidas.

A fonte, citada pela agência EFE e que pediu o anonimato, adiantou que, durante o dia de hoje, os investigadores têm prevista a destruição de «parte das armas armazenadas e dos equipamentos para a sua produção».

Esta é a primeira vez que os peritos se dedicam a esta tarefa, segundo a mesma fonte, que não quis precisar o local em que a equipa está a trabalhar por «motivos de segurança».