O preso Robert Garza, condenado à morte pelo homicídio de quatro mulheres em 2002, foi executado esta noite por injeção letal na prisão de Huntsville, informaram as autoridades do Texas.

Garza, 30 anos, foi executado às 01:41 (hora de Lisboa) depois Supremo Tribunal de Justiça ter ignorado um último apelo apresentado pela defesa.

As últimas palavras de Robert Garza foram para a sua família: «quero agradecer a toda a minha família e amigos pelo apoio que me deram. Amo-os e fico contente que estejam todos ao meu lado nestes momentos. Eu sei que é duro para todos vocês».