O Governo britânico vai pagar para as mães amamentarem os seus filhos. O projeto-piloto vai ser lançado em duas regiões, consideradas mais pobres, de Inglaterra, Derbyshire e South Yorkshire, escreve a BBC.



O Reino Unido tem uma das piores taxas de aleitamento materno do Mundo e nas zonas mais pobres a prática é mesmo «estigmatizada». O projeto vai ser dirigido pela Universidade de Sheffield em colaboração com o executivo.

Cerca de 130 mulheres vão receber vales de compras no valor de 142 euros (120 libras) se amamentarem os filhos durante seis semanas. Se continuarem durante seis meses vão receber 237 euros (200 libras).

Em declarações à BBC, Clare Relton que dirige o programa ressalvou que «os bebés que são amamentados têm menos problemas de saúde, como dores de barriga e infeções pulmonares, e são menos propensos à diabetes e obesidade na idade adulta». O Serviço Nacional de Saúde britânico recomenda que as mães amamentem nos primeiros seis meses do bebé, mas isso só acontece 34 por cento dos casos.

Apesar do projeto avançar com o acordo do Governo, o ministro da Saúde, Dan Poulter, já fez saber que não acredita que «os incentivos financeiros sejam a melhor foram de encorajar as mães a amamentar».