Uma mãe de Nottingham, no Reino Unido, descobriu, ao mudar a fralda ao seu filho, que tinha sido feita uma circuncisão sem o seu conhecimento.

Eu abri a fralda e acabei por ter que sair da sala porque me senti histérica. Foi horrível, havia muito sangue", disse a mãe, que não quis ser identificada, à BBC.

A criança foi circuncidada, em julho de 2013, quando tinha três meses e ficou com os avós paternos, que são muçulmanos.

A mãe contactou os serviços sociais e a polícia e garante que a criança, agora com quatro anos, sofreu consequências, como inflamação e infeções.

Entretanto, três pessoas foram detidas. Segundo a BBC, serão o médico que realizou a operação e os avós paternos.

De acordo com a Associação Médica Britânica, a circuncisão masculina no Reino Unido é geralmente considerada legal, desde que exista um consentimento válido, o que não foi o caso desta mãe.

Os três suspeitos foram libertados enquanto ainda decorre a investigação.