O serviço de Internet na Coreia do Norte foi esta terça-feira restaurado após interrupções que duraram cerca de nove horas, um incidente que ocorreu após o anúncio dos EUA de que responderia «de forma proporcional» ao ataque informático à Sony Pictures Entertainment.

Segundo a imprensa sul-coreana, as principais páginas de Internet norte-coreana permaneceram inativas durante cerca de nove horas até às 10:45 desta terça-feira (01:45 em Lisboa), incluindo o portal da agência estatal de notícias KCNA e do diário Rodong Sinmun, dois dos meios oficiais de Pyongyang.

Ambas as páginas voltaram esta manhã (madrugada em Lisboa) a estar acessíveis e não foram registados mais interrupções.