Milhares de indonésios foram obrigados a deixar as suas aldeias na ilha de Java esta quinta-feira devido à erupção de um vulcão, que lançou cinzas quentes vermelhas e pedras a uma enorme distância.

O estado de alerta para Mount Kelud, um dos vulcões mais perigosos na ilha de Java, foi acionado na quinta-feira, poucas horas antes de começar a erupção.

Imagens das televisões da Indonésia mostram cinzas e rochas a cair nas aldeias e os moradores aterrorizados a fugir em carros e motos para os centros de evacuação.

O porta-voz da agência nacional de desastres afirmou que cerca de 200.000 pessoas de 36 aldeias, numa área de 10 quilómetros, na zona oriental de Java, estavam a ser obrigadas a sair das localidades.

«A chuva de cinzas, areia e rochas atinge uma área de 15 quilómetros» da cratera do vulcão, adiantou o porta-voz, sublinhando que «faíscas de luzes podem ser vistas de forma contínua no pico».